domingo, 3 de agosto de 2014

Domingo compensador

Visto que hoje tivemos que acordar com as galinhas e a saga dos foguetes não pára nem dá descanso a ninguém, fomos aproveitar a manhã.
A nossa ideia era fazer uma manhã de praia. Chegamos a Espinho e o nevoeiro não convidava.
Fomos fazer uma caminhada com a Jelly. Entretanto em plena praia da Baía estavam a fazer colheita de sangue. Pode ser vergonhoso dizê-lo mas eu e o Miúdo nunca tínhamos dado sangue apesar de já termos essa vontade há muito. Hoje foi o dia. Mas apenas para ele. Aconteceu o que temia. 0 vírgula 0 veias nos meus bracinhos. Após 10 minutos de aperto dos braços lá se notava uma veia mas lá no fundo. Os enfermeiros chamavam uns pelos outros para ver quem é que iria arriscar. Lá começou o mesmo circo desde a última vez que fui fazer análises... Picam e depois remexem com a agulha lá dentro. Começo a ficar com os olhos trocados e então foi do consenso dos enfermeiros parar por ali e ouvi a triste frase "mesmo que se queira dar sangue, uns podem, outros não.. ."
Quando fui fazer análises, fui picada nos pés e só nas mãos é que conseguiram... :(

O Miúdo foi a seguir e foi bem sucedido. Está de parabéns!

Depois fomos almoçar com os meus sogros e experimentamos o Slow. Para quem não conhece o conceito, é carne cozinhada durante várias horas a baixas temperaturas que depois fica muito tenra ao ponto de se desfazer.
Adorámos!

No final ainda tive direito a um mimo na Cortefiel. Mal pus os olhos no vestido, adorei-o.

Agora vai um lanche cedinho porque se nos levantamos com as galinhas, vamos ter que nos deitar com elas.

1 comentário:

  1. Este dia foi mesmo muito espetacular. Adorei mesmo muito. Obrigado :-*

    ResponderEliminar