segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Ainda tenho fé nestes dois...

A grande amiga do <3 que ganhei no meu anterior trabalho é uma rapariga mesmo impecável, a DG.

Ela namorou alguns anos e a coisa não deu certo. Desde essa altura que, todos no escritório, tínhamos um je-ne-sais-quoi de alcoviteiras e nos empenhamos em arranjar um namorado. A DG, a amiga do <3 substituiu o meu Miúdo quando ele trocou de trabalho e assumiu a equipa que ele tinha onde estava incluído um estagiário mesmo difícil de "dobrar". Ele é extremamente infantil, pouca vontade de trabalho, completamente desatento, mas calma, não é só defeitos... É que retirando as características profissionais, eles tem milhentos pontos a favor, o que faz com que goste muito dele. Chegaram a dizer que notavam em mim um sentimentos maternal em relação a ele. Na sequência da minha saída e das alterações que a empresa teve que fazer, as equipas foram reestruturadas e ele saiu da equipa da DG. Eu por várias vezes dizia que eles tinham uma relação de Amor-Ódio mas ainda só tinham conhecido a parte do Ódio. Que estavam para descobrir a parte do Amor.

Com a DG no skype na passada quinta-feira

DG: olha o mail q o JP me mandou antes de ir de ferias:
"Chefe DG,
Quando em Maio de 2015, o Miúdo partiu para um novo desafio da sua vida e deixou na «anterior empresa» a abertura a uma promoção na tua carreira, acredito que talvez estivesses longe de imaginar que os dossiers da «maior cliente» seriam o teu menor pesadelo comparado com um outro, chamado JP, também conhecido por estas bandas como "o mais comercial". 
Gostaria de utilizar para a equipa que se viria a formar, a expressão frequentemente utilizada na gíria do futebol – “equipa com ataque venenoso” - para o potencial da equipa que vieste liderar, mas neste caso, de venenoso só há mesmo o presente do Miúdo (heheh). Deixou-te nas mãos, um estagiário, que hoje acredito ter-se tornado no teu maior pesadelo. Como em todos os pesadelos, há momentos em que se instala o pânico e o medo, há momentos de grande stress e, por vezes, pressente-se a incerteza do que irá acontecer. Mas um pesadelo, como tu sabes, também passa por situações mais tranquilas, passa por momentos de alegria, euforia, felicidade, momentos em que a dúvida virou certeza (todo esse conjunto de breves instantes que perfazem uma viagem de 8 meses, irei guardar para mais tarde recordar). 
Não tenho dúvidas que a nossa viagem que termina em termos profissionais mas não em termos de amizade, passou por todas estas circunstâncias que nos trazem sentimentos e formas de reagir diferentes mas que eu acredito que todos eles são importantes, quer para a valorização do caminho que percorremos, quer para o nosso crescimento profissional e crescimento enquanto pessoa humana. Nunca senti o meu grau de aprendizagem ter crescido de forma tão rápida e sustentada. E por verificar isso hoje, tenho que agradecer não só à generalidade dos colaboradores da «anterior empresa», contudo o agradecimento especial tem que ser obrigatoriamente e merecidamente dedicado a ti, sem qualquer sombra de dúvida. 
Estas palavras são, por isso, no sentido de te dizer - OBRIGADO por esta viagem! Iniciei o meu percurso profissional contigo e nunca me esquecerei disso. Continuamos na mesma sala, na mesma empresa, no entanto em equipas diferentes. O meu espírito solidário continuará presente e, por isso, estarei sempre aqui para o que precisares, dentro e fora da «anterior empresa».
Muito (mesmo muito) Obrigado DG (também conhecida como Coach) !
Um beijinho com muita amizade e respeito do teu (ainda) estagiário,
JP"

Eu: quase chorei (mas de verdade)
ele foi de férias agora?
ele é mesmo querido e com o tempo ainda vão perceber que eu no fundo ainda estava certa

DG:
Olha o que lhe vou responder:
Caríssimo Estagiário Geras (ainda me lembro que era assim o nome inicial do caçula da «anterior empresa»),

Quando em Maio de 2015 que colocaram nas mãos uma equipa, sabia que poderia ser capaz de a liderar, mas não tinha a noção da dificuldade que isso seria. Muito menos quando nos surge um estagiário como tu :p

Não sei muito bem que te diga, sou sincera. Foi uma fase complicada, mas penso que na reta final já nos estávamos a conseguir entender melhor. Todas as vezes em que fui mais rigorosa contigo, sempre foi para que crescesses profissionalmente, para que te tornasses não no “mais comercial” mas sim no “melhor comercial”. 
Já fui estagiária, compreendo muitas coisas que vocês passam, compreendo muitas das vossas dificuldades. Assim como para estas questões me coloquei muitas vezes no teu lugar, para a vertente do “querer trabalhar” também, e aí foi onde existiu a grande diferença. 

Sempre tentei falar contigo em reuniões, alertar-te, levar-te para o rumo certo, colocar-te na “melhor posição em campo para fazeres golo” mas não me mostravas sequer querer “fazer o aquecimento”. Espero que com esta mudança, não apenas de chefia como também de função, te sintas mais motivado para conseguires num contra-ataque marcar o golo da tua vida! Desejo-te mesmo isso!
E contínuo com a esperança que toda a etapa que passaste “na minha equipa” tenha sido uma boa experiência para ti. Não sou de toda a chefe perfeita, mas acredita que tudo o que vos tento passar é para que se tornem melhores. Não sei se é a tática perfeita, mas é pelo menos a minha. Como sabes nem todos os treinadores usam a mesma. Mas pelo menos espero que esta leve a resultados positivos.

Para terminar, uma frase de treinadores para atletas que vi aqui há dias e que poderá encaixar-se na perfeição “Cansar-te-ei, aborrecer-te-ei, gritarei como um doido, corrigir-te-ei, recordar-te-ei mil vezes as coisas, serei o teu pior pesadelo, mas também seguir-te-ei quando for necessário, sabes porquê? Porque acredito em ti. Quando compreenderes o que eu digo, sabes que estás a trabalhar comigo para triunfares. Nunca encontrarás ninguém que se importe e se preocupe mais sem nenhum interesse. O teu triunfo será o meu.”.

O maior agradecimento será sem dúvida o teu sucesso profissional, que acredito que será breve se lutares por isso e sem dúvida que com estas novas funções, irás conseguir e podes contar comigo

Relativamente à questão “fora da «anterior empresa»” sabes que podes também contar comigo para o que precisares, 
Um beijinho da Coach e boas “mini-férias” que segunda há mais chamadas a fazer




Parece poesia em prosa!
Love is in the air!

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Novidades desta nova vida



Dizia hoje aos amigos de Manchester:

"Oi oi! Ontem falei-te só assim ao de leve porque estava a mil, como tem sido nos últimos dias. A CN, a minha priminha angolana (e nossa afilhada :) ) fez anos na quarta feira e eu não consegui ir lá na quarta. Tive reunião de condomínio.
Sinto que já não te ponho a para das novidades há mil anos… começo a escrever sobre as coisas e só me lembro de mais coisas.
Tinha mesmo que estar na reunião de condomínio na quarta porque andaram a escrever nas paredes do elevador com marcador de tinta permanente e também andaram a colar papeis a falar mal do condomínio… deve ter sido o estupido daquele vizinho do res-do-chão que foi o mesmo que estragou os carros ao pessoal da outra x.
Ontem fui lá dar um beijinho à CN e dar-lhe um presentinho. Só uma lembrancinha. A prenda dela só lhe vou dar daqui a uns dias. Vai ser um cãozinho. Arranjei um raçado de pincher que vai ser pequenino (que era essencialmente o único requisito para ser mais fácil para elas o conseguirem levar quando forem para França). Elas tinham cão em Angola e ele morreu pouco tempo antes de virem e estão tristes por isso e por aqui não terem grande coisa para fazer. Assim distraiam-se mais um bocadinho. Vou busca-lo daqui a 3 semanas.
(...)
Daqui do trabalho, olha, tem sido tudo uma novidade… Nem imaginas a diferença… Eu até me sinto meia em choque. As instalações são mesmo fantásticas. Estou num open space de 20 pessoas todo envidraçado com bué luz, sempre ar condicionado a temperatura fixe (sim, nem isso tínhamos na <antiga empresa>), cheguei já tinha um portátil com tudo instalado à minha espera, e-mail criado, uma dock station para ter as cenas todas ligadas… Tive uma reunião com a directora dos RH que me forneceu um manual de acolhimento e me explicou tudo direitinho. Depois fui recebida pelo moço da informática que me explicou como funcionava os servidores, essas cenas todas… o nosso share point… depois fui recebida pelo meu chefe, o director de projectos, que foi apresentar-me a toda a gente no escritório (são 40 e tal, quase 50 só aqui no Porto, fora Coimbra, Lisboa, Santiago de Compostela, China, Bruxelas, USA e acho que é só). Tenho cá pessoal estrangeiro a trabalhar, o que me obriga a ir falando ingles durante o dia (um Nepalês, uma chinesa, um americano, uma húngara, uma da Macedónia, uma polaca e um brasileiro pelo menos). Mal cheguei já peguei em 4 projetos até agora daqueles que a <antiga empresa> nunca na vida teve algum. (...) que bofetada de realidade que levei.
É um silêncio isto… Não há carnavais nem cafés em manada… E pronto… é outro andamento… Mas estou a gostar mesmo mesmo mesmo muito. O pessoal é mais velho, quase todo dos 30 para cima com grande concentração entre os 35 e 45… Tenho que me arranjar um bocadinho para não parecer uma miúda ao pé desta gente toda. O ambiente não é formal e o dress code até é tranquilo, mas se me visto muito “menina” passo a ser quase a estagiária cá da zona. Eheh
Olha, e só te posso dizer que saí da <antiga empresa> na hora certinha. Esta segunda-feira, primeiro dia depois da minha saída, houve aquele encontro anual de quadros e pelos vistos o dia foi fixe e tal. Na terça liga-me a DG a deseperar. A JR chegou lá na terça e assumiu o comando da empresa (isso foi uma das coisas que foi comunicada na segunda-feira, que seria ela a substituir o diretor que também saiu). O pessoal agora tem uma folha de Excel em que tem que anotar a que horas entra de manhã, sai para almoço e regressa e a a hora de saída. Se for lanchar a meio da manha ou da tarde, também tem que anotar para ver se está a cumprir com os 15 minutos… O pessoal está todo mesmo muito revoltado… Olha, virou logo carnaval… a JR já chega lá e diz que esta ou aquela pessoa não tem nada que ir perguntar isto ou aquilo a não sei quem. Em vez disso, tem que passar tudo por ela e tal… Olha, a minha vida estaria a andar ainda mais trás se lá tivesse ficado. E pior de tudo, depois de ter recebido esta proposta e tivesse repensado e tivesse decidido ficar lá depois de ter tido outra alternativa. Estaria neste momento mais que 1000 xx arrependida.
E pronto… (...) O Miúdo afinal já não vai para o México esta semana… Adiaram outra vez a viagem :D Ou seja, pelo menos para mais uma semana ou duas tenho homem.
E tem sido basicamente isto a nossa vida… :D

(...)

Kiss Kiss"

Resposta do amigo de Manchester: "F0&@-$€ até estou a suar!"

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Hello from the other side!

Já no novo trabalho. :D
A gostar e a 1000.
Porquê "other side"? Porque o meu novo trabalho é na outra ponta da mesma rua que o anterior. Eheh


quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

As despedidas já começaram na semana passada...

...e terminam já amanhã.

Amanhã será o meu ultimo dia neste trabalho onde passei 6 anos e meio.

Apesar de maus momentos que aqui vivi (e não foram poucos), o balanço é positivos.
Apesar de pessoas menos boa que aqui conheci, existem outra que compensam largamente, e mesmo as más serviram para aprender a lidar com um conjunto muito grande de situações que certamente me vão ser úteis para o futuro.

Por isso, pelos momentos que valeram a pena e pelos verdadeiros amigos que daqui levo, na semana passada decidi cozinhar para a equipa. Fiz uma mega lasanha que ficou maravilhosa, um cheesecake e um doce de Oreo. Sentimos o verdadeiro bom espírito da empresa nesse dia, com o melhor que empresa tem. Deixamos de fora a pessoa que consegue estragar todo o espírito criado pelo grupo.



Vou ter saudade de sentar a esta mesa. Vou ter saudade de conviver diariamente com alguma pessoas.


Mas a vida é assim... Não podemos ficar "parados".
Estou a acreditar que esta mudança vai ser muito boa para mim, para nós (como casal) e para o nosso futuro.

:D




terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

DIY - Nova arrumação para folha de alumínio

Tinha este espaço sub aproveitado. Sempre com os rolos de película aderente, papel vegetal e folha de alumínio espalhados na horizontal e não podia colocar mais nada em cima. Mas pô-los na vertical não resultava porque caiam sempre. Assim já os tenho sempre à disposição, já consegui pôr uma tacinhas dentro do armário e ainda sobrou espaço.
Estou a pensar fazer o mesmo no armário das bolachas para colocar à disposição todos os pacotes que estão abertos. :D

(Organizador de documentos do IKEA composto por duas unidades por 9,90€. Por isso é que estou a pensar utilizar o outro organizador nas bolachas)

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

...Afinal também são instruidos

Achava eu que os meus vizinhos era só civilizados...


Diz que escrevem sem erros ortográficos e de forma clara.

Pelo menos, desta vez colocar um papel entre o marcador de tinta permanente e a parede do elevador. Progresso!

Meu Deus, dai-me paciência e um paninho para a embrulhar!