segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Ainda tenho fé nestes dois...

A grande amiga do <3 que ganhei no meu anterior trabalho é uma rapariga mesmo impecável, a DG.

Ela namorou alguns anos e a coisa não deu certo. Desde essa altura que, todos no escritório, tínhamos um je-ne-sais-quoi de alcoviteiras e nos empenhamos em arranjar um namorado. A DG, a amiga do <3 substituiu o meu Miúdo quando ele trocou de trabalho e assumiu a equipa que ele tinha onde estava incluído um estagiário mesmo difícil de "dobrar". Ele é extremamente infantil, pouca vontade de trabalho, completamente desatento, mas calma, não é só defeitos... É que retirando as características profissionais, eles tem milhentos pontos a favor, o que faz com que goste muito dele. Chegaram a dizer que notavam em mim um sentimentos maternal em relação a ele. Na sequência da minha saída e das alterações que a empresa teve que fazer, as equipas foram reestruturadas e ele saiu da equipa da DG. Eu por várias vezes dizia que eles tinham uma relação de Amor-Ódio mas ainda só tinham conhecido a parte do Ódio. Que estavam para descobrir a parte do Amor.

Com a DG no skype na passada quinta-feira

DG: olha o mail q o JP me mandou antes de ir de ferias:
"Chefe DG,
Quando em Maio de 2015, o Miúdo partiu para um novo desafio da sua vida e deixou na «anterior empresa» a abertura a uma promoção na tua carreira, acredito que talvez estivesses longe de imaginar que os dossiers da «maior cliente» seriam o teu menor pesadelo comparado com um outro, chamado JP, também conhecido por estas bandas como "o mais comercial". 
Gostaria de utilizar para a equipa que se viria a formar, a expressão frequentemente utilizada na gíria do futebol – “equipa com ataque venenoso” - para o potencial da equipa que vieste liderar, mas neste caso, de venenoso só há mesmo o presente do Miúdo (heheh). Deixou-te nas mãos, um estagiário, que hoje acredito ter-se tornado no teu maior pesadelo. Como em todos os pesadelos, há momentos em que se instala o pânico e o medo, há momentos de grande stress e, por vezes, pressente-se a incerteza do que irá acontecer. Mas um pesadelo, como tu sabes, também passa por situações mais tranquilas, passa por momentos de alegria, euforia, felicidade, momentos em que a dúvida virou certeza (todo esse conjunto de breves instantes que perfazem uma viagem de 8 meses, irei guardar para mais tarde recordar). 
Não tenho dúvidas que a nossa viagem que termina em termos profissionais mas não em termos de amizade, passou por todas estas circunstâncias que nos trazem sentimentos e formas de reagir diferentes mas que eu acredito que todos eles são importantes, quer para a valorização do caminho que percorremos, quer para o nosso crescimento profissional e crescimento enquanto pessoa humana. Nunca senti o meu grau de aprendizagem ter crescido de forma tão rápida e sustentada. E por verificar isso hoje, tenho que agradecer não só à generalidade dos colaboradores da «anterior empresa», contudo o agradecimento especial tem que ser obrigatoriamente e merecidamente dedicado a ti, sem qualquer sombra de dúvida. 
Estas palavras são, por isso, no sentido de te dizer - OBRIGADO por esta viagem! Iniciei o meu percurso profissional contigo e nunca me esquecerei disso. Continuamos na mesma sala, na mesma empresa, no entanto em equipas diferentes. O meu espírito solidário continuará presente e, por isso, estarei sempre aqui para o que precisares, dentro e fora da «anterior empresa».
Muito (mesmo muito) Obrigado DG (também conhecida como Coach) !
Um beijinho com muita amizade e respeito do teu (ainda) estagiário,
JP"

Eu: quase chorei (mas de verdade)
ele foi de férias agora?
ele é mesmo querido e com o tempo ainda vão perceber que eu no fundo ainda estava certa

DG:
Olha o que lhe vou responder:
Caríssimo Estagiário Geras (ainda me lembro que era assim o nome inicial do caçula da «anterior empresa»),

Quando em Maio de 2015 que colocaram nas mãos uma equipa, sabia que poderia ser capaz de a liderar, mas não tinha a noção da dificuldade que isso seria. Muito menos quando nos surge um estagiário como tu :p

Não sei muito bem que te diga, sou sincera. Foi uma fase complicada, mas penso que na reta final já nos estávamos a conseguir entender melhor. Todas as vezes em que fui mais rigorosa contigo, sempre foi para que crescesses profissionalmente, para que te tornasses não no “mais comercial” mas sim no “melhor comercial”. 
Já fui estagiária, compreendo muitas coisas que vocês passam, compreendo muitas das vossas dificuldades. Assim como para estas questões me coloquei muitas vezes no teu lugar, para a vertente do “querer trabalhar” também, e aí foi onde existiu a grande diferença. 

Sempre tentei falar contigo em reuniões, alertar-te, levar-te para o rumo certo, colocar-te na “melhor posição em campo para fazeres golo” mas não me mostravas sequer querer “fazer o aquecimento”. Espero que com esta mudança, não apenas de chefia como também de função, te sintas mais motivado para conseguires num contra-ataque marcar o golo da tua vida! Desejo-te mesmo isso!
E contínuo com a esperança que toda a etapa que passaste “na minha equipa” tenha sido uma boa experiência para ti. Não sou de toda a chefe perfeita, mas acredita que tudo o que vos tento passar é para que se tornem melhores. Não sei se é a tática perfeita, mas é pelo menos a minha. Como sabes nem todos os treinadores usam a mesma. Mas pelo menos espero que esta leve a resultados positivos.

Para terminar, uma frase de treinadores para atletas que vi aqui há dias e que poderá encaixar-se na perfeição “Cansar-te-ei, aborrecer-te-ei, gritarei como um doido, corrigir-te-ei, recordar-te-ei mil vezes as coisas, serei o teu pior pesadelo, mas também seguir-te-ei quando for necessário, sabes porquê? Porque acredito em ti. Quando compreenderes o que eu digo, sabes que estás a trabalhar comigo para triunfares. Nunca encontrarás ninguém que se importe e se preocupe mais sem nenhum interesse. O teu triunfo será o meu.”.

O maior agradecimento será sem dúvida o teu sucesso profissional, que acredito que será breve se lutares por isso e sem dúvida que com estas novas funções, irás conseguir e podes contar comigo

Relativamente à questão “fora da «anterior empresa»” sabes que podes também contar comigo para o que precisares, 
Um beijinho da Coach e boas “mini-férias” que segunda há mais chamadas a fazer




Parece poesia em prosa!
Love is in the air!

Sem comentários:

Enviar um comentário